BURQUINA FASO: O comércio e os meios de subsistência: promover o futuro dos meios de subsistência rurais através do comércio inclusivo

“O sésamo é resistente à seca o que torna o seu preço bastante atrativo… através das vendas do sésamo, construí uma casa nova, paguei os estudos dos meus filhos e comprei-lhes bicicletas novas.”

Fao mostra-se muito otimista enquanto descreve a margem de lucro que a sua família receberia depois de aumentar a terra de cultivo do sésamo de 12 para 15 hectares. Tal significaria mais de 6.000.000 de FCFA (aproximadamente 10.338 dólares) por colheita. Fao e muitos outros membros entusiastas beneficiam do projeto do QIR, contribuindo para o crescimento das receitas de exportação de sésamo e melhorando os rendimentos dos agricultores, produtores e empresários envolvidos na cadeia de valor do sésamo. Constituindo o sésamo uma importante fonte de rendimento para as populações rurais, especialmente as mulheres, que representam aproximadamente 43% dos produtores ativos em quatro regiões, o projeto confere-lhes a capacidade de se sustentarem e às suas famílias, permitindo-lhes aceder a cuidados de saúde, alimentação, alojamento e outras necessidades básicas. O projeto oferece também formação em competências e oportunidades para novas parcerias, como, por exemplo, com compradores do Vietname e de países do Golfo através da Feira Internacional em Riade, na Arábia Saudita.