Burundi
Estudo de Diagnóstico sobre a Integração do Comércio (EDIC) 2003
Atualização do EDIC 2012
Adesão à OMC 1995

O QIR está a apoiar a implementação de políticas de integração do comércio no Burundi, a fim de reforçar a participação do país nos mercados globais e regionais. O Burundi integrou o comércio nas estratégias setoriais para o turismo, as finanças, a agricultura, o desenvolvimento do setor privado, a integração regional e as infraestruturas.

Ao nível nacional, mais de 1000 normas sanitárias e fitossanitárias foram harmonizadas através de um projeto do QIR, contribuindo para elevar as exportações agrícolas do Burundi ao nível das normas de mercado internacionais e o Banco Mundial está a reforçar este trabalho com o apoio de 70 milhões de dólares.

O QIR colabora com o Burundi há mais de seis anos para reforçar as capacidades nacionais de criar e implementar a política comercial e para estabelecer estruturas de coordenação institucionais em matéria de comércio. Ao longo desse tempo, o país testemunhou resultados comerciais significativos.

Até 2020, as atividades irão centrar-se na sustentabilidade dos resultados iniciais através do reforço de capacidades para programas favoráveis aos mais pobres destinados ao desenvolvimento do comércio. Tal será efetuado através dos esforços de mobilização de recursos para complementar Programas Nacionais de Coordenação da Ajuda orientados para o financiamento das prioridades comerciais.

Resultados:

  • Um Programa de Médio Prazo para a Ajuda ao Comércio destacou as prioridades do Governo. Algumas áreas receberam financiamento, incluindo um estudo que visa identificar exportações de nicho, o reforço de certos locais turísticos e a implementação de um balcão único para o comércio externo;
  • Foi efetuado um contributo para a construção de um edifício comercial para uma associação de apicultura e fornecidas 110 colmeias melhoradas;
  • O grupo de mulheres da ACECI (Agência Consultiva em Ética da Cooperação Internacional) recebeu apoio para organizar uma exposição para dar a conhecer os seus produtos. Desde então, as receitas mensais da associação duplicaram.
MdE 20/07/12
Orçamento 2'610'372
Data de fim 30/06/17

O QIR trabalhou para melhorar o sistema nacional de qualidade relativo às Normas Sanitárias e Fitossanitárias (NSF) ao fornecer serviços de inspeção, normalização e teste com o objetivo de melhorar a competitividade das exportações dos setores selecionados de frutas, legumes e café por meio do cumprimento das normas internacionais.

Resultados:

  • Os laboratórios receberam novos equipamentos com reconhecimento internacional para analisar produtos destinados à exportação;
  • 80 colaboradores de uma cooperativa de café receberam formação sobre certificação na área do café;
  • 8 especialistas nacionais foram recrutados para prestar apoio às fábricas que procuram as certificações de “Comércio Justo” e “Biológico”. 
MdE 23/01/13
Orçamento 606'274
Data de fim 30/06/17

Para apoiar as suas exportações, o Burundi realizou estudos de viabilidade para examinar: 1) a construção de uma unidade de armazenamento a frio no aeroporto de Bujumbura; 2) o apoio ao desenvolvimento do setor do turismo através da identificação e delimitação dos locais turísticos; e 3) uma revisão da legislação relativa ao programa da Zona Franca Industrial para a Exportação do Burundi.

Resultados:

  • O decreto relativo à proteção dos locais turísticos do Burundi foi atualizado com base nas recomendações da Unidade Nacional de Implementação do QIR;
  • A revisão da legislação relativa ao programa da Zona Franca Industrial para a Exportação do Burundi foi atribuída ao consórcio Quédraogo-Nihangaza em janeiro de 2015.

Sébastien Nzimana
EIF Focal Point (Director-General of Commerce, Ministry of Commerce, Industry and Tourism)
nzimanas76@gmail.com

Léonard Ntibagirirwa
NIU Coordinator (Coordonnateur de l'UNMO du CIR Ministère du Commerce, de l'Industrie et du Tourisme)
leonntib@yahoo.fr

Mbaye Ndiaye
Country Coordinator
mbaye.ndiaye@wto.org