Chade: Apoio à cadeia de valor da goma-arábica nas áreas rurais

Chade: Apoio à cadeia de valor da goma-arábica nas áreas rurais

No dia 14 de março de 2014, o Ministro do Comércio e da Indústria do Chade, Sua Excelência o Sr. Abderahim Bireme Hamid, lançou o primeiro projeto de Nível 2 do QIR no Chade. O projeto de Nível 2 procura promover o setor da goma-arábica no Chade à luz da expansão das exportações, predominantemente baseadas no petróleo.

O projeto da goma-arábica está em sintonia com o Plano de Desenvolvimento Nacional do Chade de 2013-2015 e com a visão de desenvolvimento do país destacada pelo Presidente do Chade, Sua Excelência o Sr. Idriss Deby Itno. O projeto apoia a diversificação da economia do Chade através do reforço do setor da goma-arábica por via de uma abordagem de desenvolvimento da cadeia de valor. O objetivo global do projeto consiste em reduzir a pobreza através da criação de rendimentos e de empregos, em especial nas áreas rurais, onde a goma-arábica desempenha um papel importante para a subsistência de muitas famílias e comunidades.

O projeto baseia-se em cinco grandes regiões do Chade, nomeadamente Salamat, Hadjerlamis, Guera, Batha e Chari-Baguirmi. As partes interessadas envolvidas neste setor estarão ativamente representadas nos organismos de monitorização da política e do projeto, através do Comité Diretor, do Comité de Monitorização Técnica e do Comité Diretor Local.

O Ministro, Sua Excelência o Sr. Abderahim Bireme Hamid, salientou que o programa do QIR no Chade estava a contribuir para reforçar a diversificação das exportações em setores com elevado potencial de crescimento, tal como refletido nas prioridades da Matriz de Ação da Atualização do Estudo de Diagnóstico sobre a Integração do Comércio (EDIC). Conforme sublinhou, é necessária uma autonomia inclusiva de todas as partes interessadas e utilizar melhor os conhecimentos conquistados a fim de promover uma maior eficácia de um setor-chave do Chade.

O projeto da goma-arábica deriva do empenho do Governo em tirar partido dos ganhos do setor da goma-arábica, e sustentá-los, na sequência de resultados positivos de um projeto anterior sobre a goma-arábica financiado pela União Europeia. O projeto de Nível 2 do QIR foi desenvolvido em estreita colaboração com o Ministério do Ambiente e dos Recursos Hídricos e será implementado pela Unidade Nacional de Implementação do QIR. A experiência local, representada por entidades como a SOS Sahel e a Islamic Relief Worldwide, irá unir os seus esforços à experiência internacional, à ONUDI e ao CCI para apoiar a implementação do projeto. 

O Representante Residente em Exercício do PNUD, o Sr. Adama Bocar Soko, na sua qualidade de Facilitador de Doadores do QIR, sublinhou o papel do setor da goma-arábica na diversificação da economia do Chade e informou ainda os participantes sobre o apoio do PNUD ao programa e a necessidade de alinhar prioridades, projetos e estratégias setoriais com a Matriz de Ação da Atualização do EDIC. Por outro lado, o Sr. Bonaventure Traoré, o Gestor Regional do Fundo de Afetação Especial do QIR, louvou os esforços do Governo para a mobilização de recursos adicionais no valor de 1.500.680 dólares para a implementação do projeto da goma-arábica, bem como a utilização do comércio como ferramenta para o desenvolvimento nacional.

O programa do QIR está a apoiar este projeto com 2.999.994 dólares que são complementados pela contribuição do Governo, no valor de 1.500.680 dólares. O PNUD ofereceu um apoio adicional de 100.000 dólares. O projeto da goma-arábica servirá para reforçar as capacidades produtivas de diferentes agentes privados de toda a cadeia de valor da goma-arábica, como produtores e outros atores, bem como as capacidades institucionais de organismos intermediários, como associações setoriais e instituições de apoio ao comércio.

No Chade, o QIR arrancou com o seu projeto de Nível 1 do QIR em julho de 2011, com base no anterior programa do Quadro Integrado em 2004. Com as bases institucionais do programa já estabelecidas, o Chade lançou a sua Atualização do EDIC com o apoio do PNUD na qualidade de Principal Entidade de Implementação em 2012, que foi finalizada e validada em novembro de 2013. Graças ao apoio da ONUDI, o Chade irá também realizar um estudo de viabilidade ao abrigo do QIR sobre três produtos (tâmaras, natrão e sésamo) com base numa abordagem de desenvolvimento da cadeia de valor.